Busca

Entretenedor

Blog sobre entretenimento e cultura pop.

https://www.institutoclaro.org.br/banco_arquivos/infograficos_9/index.html

Anúncios

teste

https://www.institutoclaro.org.br/banco_arquivos/infograficos_9/index.html

Teste

http://www.queremos.com.br/externalwidget/button?slug=alexandsierra&hex_text=ffffff&hex_bgdefault=fb0a6e&hex_bghover=cf0358

http://www.queremos.com.br/externalwidget/button?slug=lanadelrey&hex_text=ffffff&hex_bgdefault=fb0a6e&hex_bghover=cf0358

Luiza Mandou um Beijo + Stereológica no Cinematheque

luisa_rrm_flyer-cinematheque

Cinematheque
R. Vol. da Pátria, 53 – Botafogo
20h
R$15 (inteira)
R$12 (flyer)
R$10 lista amiga em rederiomusica@yahoo.com.br
http://rederiomusica.blogspot.com

Two Weeks 2

Foda!! [2]

Two Weeks

FODA!

AS 100 melhores frases do cinema em 200 segundos

Brick

brick_ver2

Nessa semana nos EUA, aconteceu o lançamento do filme “Brothers Bloom” que tem como atores, Rachel Weisz, Adrien Brody, Mark Ruffalo.

O filme tem ganho muitos elogios principlamente por sua direção. Quem assina a direção e o roteiro é um sujeito chamado Rian Johnson, conhece? tambem não conhecia.Entrei no IMDB então para pesquisar sobre quem seria esse ilustre desconhecido. Descobri então que Rian já havia feito um filme elogiadissimo e sensação indie chamado “Brick”, que ganhou o prêmio principal de Sundance. Corri atras para achar o filme (viva o pirate bay) e tenho que concordar, é realmente um filme fantástico.

“Brick” é basicamente um filme de detetive passado em um High School americano contemporâneo, que se atreve a combinar o film noir, com o spaggeti western, cowboy bebop e filmes de adolescente, ou seja, nada com nada. Mas é nessa combinação que o genial diretor e roterista cria momentos comicos, ironicos e intrigantes ao espectador. O papel principal fica por conta do ótimo Joseph Gordon-Levitt ( 500 days of summer e Third Rock from the Sun) que tenta desvendar o desaparecimento de sua ex-namorada Emilie de Ravin (Lost).

Com várias mudanças no melhor estilo noir, uma fotografia a lá Sergio Leone, uma pitada de surrealismo e hiper-realidade  e um roteiro extremamente inteligente e esperto (elemento raro no cinema atual), Brick é uma experiência fantástica para qualquer pessoa que aprecia o a sétima arte.

Acompanhe o trailer:

Tecnobrega S/A

Vem ai:

A primeira batalha de Dj’s da história

Último Sonho

Lindo isso, tudo filmado com meu mais novo sonho de consumo uma Cannon Mark II HD.

Ponyo

pnyo1

pnyo2

pnyo3

O gênio por tras de “A viagem de Chiriro” e “Princess mononoke”Hayao Miyazaki, está de volta com a sua nova animação: “Ponyo”.

O filme conta a história de uma pequena sereia que foge de casa e conhece um menino , Sōsuke, que irá cuidar dela para sempre.

Acompanhe o primeiro trailer do desenho:

O filme já estreiou com sucesso no japão e deveria ter passado no ultimo festival do rio. Mas agora, sua estréia está prevista para outubro no Brasil.

Esperamos ansiosos!

Slo-mo HD surf

A BBC gravou o que ela chamou de a primeira cena de surf em HD usando a camera de super slow motion. O resultado é lindo!

“Fronteiras entre Artes, Tecnologias e Entretenimento”

Mais informações e inscrições – www.espm.br

Se esse blog ainda há leitores, estou pesando seriamente e voltar com ele, mais com um conteudo menos musical e mais cultura pop/internet.

Equanto isso acessa lá o Bloody Pop

CECC Apresenta:

convitececc_digital1

Out of Order

Desculpe pela paralização por aqui!

O blog passará por grande reformulações

a 1 delas, é que passei e falar só de música no www.bloodypop.com

pode ir lá que o projeto ta muito legal!!!

Quem quiser ainda no meu twitter @tomaspinheiro – posto sempre besteiras, informaçoes sobre entretenimento

Esse blog continuara a existir se tudo der certo , mas com outro princípio

Abraços a  todos

Festa Calzone hoje!!

luxueglamu

I’m a Pirate

O site RRAURL, fez um ótimo resumo do jugalmento que esta fazendo história na suécia. O caso do site de torrent Pirate Bay. Acompanhe aqui!!

Horário Radiohead

Já estão confirmados os horários do Just a Fest. Po o Kraft só vai tocar 1 hora???

Rio De Janeiro (20/03)
DJ 18hs
Los Hermanos às 19hs
Kraftwerk às 21hs
Radiohead às 22:30hs

São Paulo (22/03)
DJ 17hs
Los Hermanos às 18hs
Kraftwerk às 20hs
Radiohead às 21:30hs

Móveis Coloniais!

2506917681_3ea527b6e5

Posso dizer que não estou muito atualizado com a cena “indie” nacional. Mas venho tentando me atualizar. Essa semana ouvi o novo do Curumim, muito bom, me deparei com Nervoso e os Calmantes, mas talvez a maior surpresa tenha sido um pequena grande banda chamada Móveis Coloniais de Acaju. Depois de ter lido uma ótima resenha do show no, Scream & Yell, fui em busca do CD da banda.

intitulado de Idem, é o primeiro CD da banda, antes só havia lançando um EP. Com uma mistura de Ska, música balkan, beirut, bloco de rua, os Móveis, fazem um som único, e que agrada há varios gostos. O destaque do cd vai para Copacabana, um hit nato!

Nunca vi eles ao vivo, espero um dia ainda ter a oportunidade, pois pelo que li, é ao vivo que eles se consagram. Como disse Marcelo Costa, hoje o Móveis Coloniais de Acaju faz o show mais divertido do país.

Acompanhe eles ao vivo nesse vídeo no Youtube, tocando um clássico do grande Raul:

Obamis nele!

o-mito-a-lenda

Müsica de Verão

Franz Ferdinand com “Wine In the Afternoon

Better than Prince

Os diretores Jonas e François, mas conhecidos pelo trabalho no clipe D.A.N.C.E, do justice – Aquele das camisetas. Fizeram um novo clipe, todo desenhado a mão. Resultado ficou bem legal:


4:25h do dia 14/02/2009

Irá começar a tão anunciada:

When the moon is in the Seventh House
And Jupiter algins with Mars
Then peace will guide the planets
And love will steer the stars

This is the dawning of the age of Aquarius
age of Aquarious
Aquarious!
Aquarious!

Harmony and understanding
Sympathy and trust abounding
No more falsehoods or derisions
Golden living dreams of visions
Mystic crystal revelation
And the mind’s true liberation
Aquarious!
Aquarious!

When the moon is in the Seventh House
And Jupiter algins with Mars
Then peace will guide the planets
And love will steer the stars

This is the dawning of the age of Aquarius
The age of Aquarius
Aquarious!
Aquarious!

Seth Godin

Famoso escritor de Marketing, Seth Godin, que esta de livro novo. Fala em uma entrevista, sua opnião sobre os problemas na Indústria musical.

Seu ponto mais interessante é quando fala, que as gravadoras não devem mais vender o CD do artista , mais sim achar, conectar e liderar grupos de pessoas (tribos) que querem seguir um artista/ músico e conecta-los com outros grupos que querem o mesmo.

Aqui vai o texto. Ta lá no blog dele!

The music industry is really focused on the ‘industry’ part and not so much on the ‘music’ part. This is the greatest moment in the history of music if your dream is to distribute as much music as possible to as many people as possible, or if your goal is to make it as easy as possible to become heard as a musician. There’s never been a time like this before. So if your focus is on music, it’s great. If your focus is on the industry part and the limos, the advances, the lawyers, polycarbonate and vinyl, it’s horrible. The shift that is happening right now is that the people who insist on keeping the world as it was are going to get more and more frustrated until they lose their jobs. People who want to invent a whole new set of rules, a new paradigm, can’t believe their good fortune and how lucky they are that the people in the industry aren’t noticing an opportunity…

I define a tribe as a group of people sharing a common culture, a goal, a mission, probably a leader. There are tribes of people – like the ones who go to South by Southwest – who are connected because they want to remake the music industry. There is the tribe of people who follow Bruce Springsteen and will pay unreasonable amounts of money to hear him live and compare playlists. The important distinction here is that music labels used to be in the business of grabbing shelf space, on the radio and in the record store. Now, the music industry needs to realign and be in the business of finding and connecting and leading groups of people who want to follow a musician and connect with the other people who want to do the same…

In the ‘70s or ‘80s you listened to a song because “everyone else” was also listening to it. That’s the definition of pop music. In those days we defined “everyone else” as people in our high school or people who listened to WPLJ. Now, “everyone else” is not defined by where you live or what radio station you listen to. It’s defined by which horizontal or vertical slice of the world you connect yourself with. I might listen to Keller Williams because everyone else in my world includes frustrated Deadheads. We don’t have new Grateful Dead to listen to, so everyone else in my circle is listening to Keller Williams, so he is pop to us. He’s not pop to the kids at the middle school who have never heard of him, right? So you end up with all these silos and niches and lots and lots of ways to look at the world…

Digital is about to surpass the CD, and once it starts to happen it’s going to happen faster and faster and faster. The more interesting thing to me is who is going to control the playlist. If there is an infinite amount of music available – and I would argue that as soon as the amount of music available exceeds the amount of time you have in your life, that’s infinite – somebody will have the leverageable spot of deciding what to listen to next. And it’s unclear whether someone will charge to tell me that or will pay to tell me that. It’s still up for grabs in every one of these vertical silos. Who are the tastemakers and how do these ideas spread? The analogy I like to give is if you’re an author and Oprah Winfrey calls, you don’t say, “How much are you going to pay me to go on your show and give away all the ideas in my book?” In fact, if you could you would pay to be on Oprah. For a really long time the music industry has had two minds: On the one hand, they would pay money to be on Clear Channel or MTV; on the other hand, they would charge you money to hear their music in concert or out of your stereo. Those days are all getting intermingled now. “I am the program director of my radio station, so where’s my payola?”

R&G: When a band brands itself, there is a credibility issue with their fan base; they run the risk of being perceived as a sellout.

Seth: I think the first thing I’d ask is, “perceived as a sellout by whom?” Some people say Patricia Barber is a sellout because she’s a popular jazz musician as opposed to a starving jazz musician. But the people in the crowd don’t think that. I think selling out is largely about expectation, about being transparent and telling the truth to your audience. When Talking Heads went from being unsuccessful at CBGB to being really successful on MTV and making a movie with Jonathan Demme, some people said they sold out. Other people said they wished they were more pop-like. I’m not sure that’s something that needs to be at the beginning of the conversation. I think that what you have to do is make it clear to your tribe and to yourself what you stand for, and do that.

Basterds

E o trailer para o novo do Q. Tarantino ja esta na internet:

Rio Music Conference

Um evento desse porte no Brasil, tem que ir, imperdível:

Programação 18/02

PALESTRAS

17:00 – A Música Eletrônica na Indústria da Propaganda e do Entretenimento
O mercado nacional vem se profissionalizando ano a ano. Das primeiras
festas em longínquos sítios, fazendas e armazéns aos tempos atuais, a
música eletrônica saiu do nicho para o mercado de massa, onde
festivais patrocinados por grandes corporações chegam a reunir mais de
60.000 pessoas. Por quê a música eletrônica é hoje um canal de
comunicação tão cobiçado? Ouça os depoimentos e relatos de alguns dos
maiores profissionais do meio.

Palestrantes:
Sérgio Eleutério – Ambev
Wagner “Paco” Henrique – Diretor Label 3 Plus
Paulo Zillioto – Diretor Marketing Adidas Brasil
Camilo Rocha – Jornalista
Mediadora: Cláudia Assef

19:00 – Clubs e Eventos – A Força da E-Music no Mundo
A música eletrônica é um negócio que move bilhões de dólares todo ano.
Festas, bookings, festivais, e outros incríveis negócios. Conheça
alguns cases de sucesso desta maravilhosa indústria, que não pára de
crescer! Saiba como é composto o PIB da e-music, no Brasil e no mundo.

Palestrantes:
Russell Faibisch – CEO Ultra Festival
Leo Sanchez – Diretor Operações Pacha
Renato Ratier – DJ / Proprietário D-Edge (MS/SP)
Erick Dias -Grupo No Limits
Joel Dibo Filho – Proprietário Garage Club (MS)
Fernando Moreno – Manager – Smartbiz
Mediador: Camilo Rocha

21:00 – A Revolução Digital – Da Queda do Vinil à Ascensão do mp3
Há alguns anos, a sociedade vem experimentado uma transformação jamais
vista no modo como a música é vendida, consumida e distribuída.
Primeiro foram os saudosos discos de vinil, substituídos pelo CD. Veio
então a internet, com sua imensidão de possibilidades, nos apresentar
o MP3 e outros formatos digitais. Que mundo é este que nos cerca? Que
novas plataformas são estas?

Palestrantes:
Shawn Sebo – VP Marketing & Public Relations Beatport
Vittorio Strigiari – CEO Awdio.com
Rodrigo Vieira – UC Music Group
Robson Ribeiro – CEO Lab One
Oliver Klein – Mutekki Media/ Tropical Beats/ Electribe.
Mediadora: Gaía Passarelli

PROGRAMAÇÃO 19/02

PALESTRAS

17:00 – Internet, I Love You
A Internet apareceu como um verdadeiro furacão na indústria
fonográfica. Em um primeiro momento, causando furor nas principais
companhias do setor. Depois, a constatação de que ela veio para ficar.
Como a internet e outras soluções criativas vêm redesenhando o mapa da
indústria fonográfica, diminuindo as perdas dos últimos anos.

Palestrantes:
Paulo Rosa – Presidente ABPD (Associação Brasileira dos Produtores de Discos)
José Celso Guida – Diretor Executivo ABMI (Associação Brasileira dos
Músicos Independentes)
Bruno Brau – Diretor Novos Negócios Fun Station
Gustavo Vasconcellos – Fundador GRV Produções
Dirceu Santa Rosa – Especialista copyrights e direitos autorais
Mediador: André Matalon

19:00 – Networking para o Sucesso
Em um mercado a cada dia mais disputado e competitivo, não basta
apensas ser um bom DJ. Sem um planejamento de carreira definido, sem o
uso de preciosas ferramentas de comunicação, as chances de sucesso são
pequenas. Valiosas dicas para você, dj ou produtor, tornar esse sonho
possível.

Palestrantes:
Angelos Ktenas – Gerente de Conteúdo e Novos Negócios – Myspace Brasil
Edo Van Duyn -Manager 3Plus
DJ Marlboro – DJ/ Produtor
Anderson Noise – DJ/ Produtor
Leo Janeiro – DJ/ Locutor
Mediador: Ronald Villardo

20:30 – Painel Myspace
Conheça as mais novas plataformas e novidades para 2009 do site que é
referência entre músicos, djs e produtores do mundo inteiro.
Apresentação: Angelos Ktenas – Gerente de Conteúdo e Novos Negócios –
Myspace Brasil

21:30 – Novas Tendências Musicais
O que o mundo vai consumir? Esta é uma pergunta que não envelhece. A
música eletrônica vive em constante transformação, numa frenética
velocidade. A cada ano, novos estilos e sonoridades inundam as pistas
de dança. A música e a cena ontem, hoje e amanhã. Saiba aqui o que
você vai escutar, e viver, nos clubs e festivais.

Palestrantes:
Pete Tong – DJ/ Produtor / Apresentador do Programa Essential
Selection – BBC Radio One
Ben Murphy – Editor DJ Mag.(UK)
Renato Lopes – DJ / Manager – Smartbiz
Jade Augusto Gola – Editor RRAURL.COM (Brasil)
Mediador: Franklin Costa

Quem sabe. eu não faço um cobertura live do evento, através do Twitter?

Kanye Sounds

west-sounds

A dica é do Alexandre Matias do Trabalho Sujo que descobriu um cd onde se misturou, fez se mash-ups de Kanye West com o CD Pet Sounds dos Beach Boys. Algo no estilo dos Beatles com Jay-z, no Gray album.
O cd pode ser baixado aqui

Lambada Aêe

Nova

https://i1.wp.com/www.shuffleradio.net/wp-content/uploads/2008/02/theboyleastlikelyto.jpg

Nova música da ótima banda The Boy Least Likely To, Lá no MySpace deles

Obamis Nele 3

imageskissing-20up

Vi no Trabalho Sujo que pegou daqui.

A Sunday Smile

Beirut, só conferindo

Do Brasil

Um classico do Mito/Lenda João Brasil:

Terça tem ele e Sanny Pitbull na casa da Matriz, na sensacional festa Dancing Cheetah.

Jamie

Funky white Boy!

Man On Wire

https://i1.wp.com/files.list.co.uk/images/2008/06/19/man-on-wire-2.jpg

Ontem tive a oportunidade de ver o documentário que tinha perdido no festival do Rio de cinema. O filme conta a história de Philippe Petit, circense francês que se aventura a cruzar as duas torres do World Trade Center em cima de um fio.

Com um fantástico uso de imagens reais e reencenaçoes com atores, o documentário conta o conto de fadas de Phillip. Com belos depoimentos dos participantes dessa aventura, o filme carrega uma grande emoção, desse desconhecido que quando viu uma foto do WTC, falou que passar por ali seria um sonho realizado.

Man On wire, é mais do que um documentário, é uma aula de cinema e de vida. É sem dúvida o melhor documentário do ano, e top 5 na minha lista de documentários para sempre. Veja agora, imperdível!

man_on_wire

Bon iver

Lindo

A festa do Oscar

A maior e mais consagrada premiação do cinema mundial está a caminho. Com isso, farei aqui minhas previsões, algumas com o que eu acho que deveria ganhar e outras com quem realmente vai ganhar ( minha escolha está em negrito). Algumas categória tirei porque não faço a mas vaga idéia.

Melhor filme:
“Quem quer ser um milionário?”
– “Frost/Nixon”
– “O curioso caso de Benjamin Button”
– “Milk – A voz da liberdade”
– “The reader”

– The Wrestler deveria ter sido indicado

Melhor diretor:
– Danny Boyle – “Quem quer ser um milionário?”

– Ron Howard – “Frost/Nixon”
– David Fincher – “O curioso caso de Benjamin Button”
– Gus Van Sant – “Milk – A voz da liberdade”
– Stephen Daldry – “The reader”

Melhor ator:
– Mickey Rourke – “The wrestler”
– Sean Penn “Milk – A voz da liberdade”
– Frank Langella – “Frost/Nixon”
– Brad Pitt – “O curioso caso de Benjamin Button”
– Richard Jenkins – “The visitor

Melhor atriz:
– Meryl Streep – “Doubt”
– Kate Winslet – “The reader”
– Anne Hathaway – “O casamento de Rachel”
– Angelina Jolie – “A troca”
– Melissa Leo – “Frozen river”

Melhor ator coadjuvante:
– Heath Ledger – “Batman – O cavaleiro das trevas”
– Josh Brolin – “Milk – A voz da liberdade”
– Robert Downey Jr. – “Trovão tropical”  – Deveria ser ele!
– Philip Seymour Hoffman – “Doubt”
– Michael Shannon – “Revolutionary road”

Melhor atriz coadjuvante:
– Amy Adams – “Doubt”
– Penélope Cruz – “Vicky Cristina Barcelona”
– Viola Davis – “Doubt”
– Taraji P. Henson – “O curioso caso de Benjamin Button”
– Marisa Tomei – “The wrestler”

Melhor longa de animação:
– “Wall.E”
– “Kung Fu Panda”
– “Bolt – Supercão”

Melhor filme em língua estrangeira:
– “Revanche”, de Gotz Spielmann (Áustria)
– “The class”, de Laurent Cantet (França)
– “The Baader Meinhof Complex”, de Uli Edel (Alemanha)
– “Waltz with Bashir”, de Ari Folman (Israel)
– “Departures”, de Yojiro Takita (Japão)

Melhor roteiro original:
– “Frozen river”
– “Na mira do chefe”
– “Wall.E”
– “Milk – A voz da liberdade”
– “Happy-go-lucky”

Melhor roteiro adaptado:
– “O caso curioso de Benjamin Button”
– “Doubt”
– “Frost/Nixon”
– “The reader”
– “Quem quer ser um milionário?”

Melhor direção de arte:
– “A troca”
– “O curioso caso de Benjamin Button”
– “Batman – O cavaleiro das trevas”
– “A duquesa”
– “Revolutionary road”

Melhor fotografia:
– “A troca”
– “O curioso caso de Benjamin Button”
– “The reader”
– “Batman – O cavaleiro das trevas”
– “Quem quer ser um milionário?”

Melhor mixagem de som:
– “O curioso caso de Benjamin Button”
– “Batman – O cavaleiro das trevas”
– “Quem quer ser um milionário?”
– “Wall.E”
– “Procurado”

Melhor edição de som:
– “Batman – O cavaleiro das trevas”
– “Homem de Ferro”
– “Wall.E”
– “Procurado”
– “Quem quer ser um milionário?”

Melhor trilha sonora original:
– Alexandre Desplat – “O curioso caso de Benjamin Button”
– James Newton Howard – “Defiance”
– Danny Elfman – “Milk – A voz da liberdade”
– Thomas Newman – “Wall.E”
– A.R. Rahman – “Quem quer ser um milionário?”

Melhor canção original:
– “Down to Earth”, de Peter Gabriel and Thomas Newman – “Wall.E”
– “Jai Ho” de A.R. Rahman – “Quem quer ser um milionário?”
– “O Saya”, de A.R. Rahman e Maya Arulpragasam – “Quem quer ser um milionário?”

Melhor figurino:
– “Austrália”
– “O curioso caso de Benjamin Button”
– “A duquesa”
– “Milk – A voz da liberdade”
– “Revolutionary road”

Melhor documentário de longa-metragem:
– “The betrayal”
– “Encounters at the end of the world”
– “The garden”
– “Man on wire”
– “Trouble the water”

Melhor edição:
– “O curioso caso de Benjamin Button”
– “Batman – O cavaleiro das trevas”
– “Frost/Nixon”
– “Milk – A voz da liberdade”
– “Quem quer ser um milionário?”

Melhores efeitos especiais:
– “Batman – O cavaleiro das trevas”
– “Homem de Ferro”
– “O curioso caso de Benjamin Button”

Melhor maquiagem:
– “O curioso caso de Benjamin Button”
– “Batman – O cavaleiro das trevas”
– Hellboy II – O exército dourado”

Obamis nele!

https://i2.wp.com/i40.tinypic.com/5yxcu0.jpg

Nick and Norah’s Infinite Playlist

http://fataculture.files.wordpress.com/2008/10/nick_and_norahs_infinite_playlist.jpg

Vi este filme outro dia. Estava ancioso para assisti-lo mais o brasil manca mais uma vez, e o filme nem deve estrear em salas brasileiras.

A historia do filme é basicamente sobre 1 noite que os dos personagens principais passam juntos.

Não é aquele filme de oscar com efeitos especiais, grandes atuaçoes, fotografia, ediçao etc. É um filme para se ver e apaixonar, aquela comédia romantica inesquecível. O Juno de 2008.

Para os Interessados o filme é todo baseado em um livro de mesmo nome, e claro, ainda sem tradução no Brasil.

E afirmo com o coração, Nick and Norah’s Infinite Playlist, foi o melhor filme da safra 2008 que vi até agora.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑