Busca

Entretenedor

Blog sobre entretenimento e cultura pop.

Categoria

Etc

Obamis Nele 3

imageskissing-20up

Vi no Trabalho Sujo que pegou daqui.

Anúncios

Obamis nele!

https://i2.wp.com/i40.tinypic.com/5yxcu0.jpg

Comanchero

Viva os anos 80

Era uma Vez Uma Escola

Em 5 mintuos, o fascinante autor Dave Eggers, descreve sua mais nova e bela ação social.

Obama In The House

Este blog, andava meio parado, com o fim da viagem, voltarei a todo vapor.

Esquanto isso…

Obama tomou posse 

e a criatividade continua

atgaaadladrwlxzf5nwawnyeewkz-en2zpex0l58fbmtlgoauxcucjpv3xoezbc0owpkfvzfwc-yemj41ggr6psigmknajtu9vbe-21hp-0mu3wl40uwsazimnqsdq

Viagem

Este blos está passando por um longa viagem. Por isso os post serão uns aqui, uns ali.

E o Kraftwerk  com Radiohead???

Show do ano já?

Cozinhando com…

depois de Snoop Dog, a musa Cat Power assume o papel de chef.

Listas 3

O site Last Fm soltou suas listas de melhores de 2008. Tudo é baseado em dados produzidos no prório site, atráves de rankings de mais tocados e votação dos usuários.

Artistas:
10) Santogold
09) Does it Offend You, Yeah?
08) Bon Iver
07) Foals
06) The Last Shadow Puppets
05) Katy Perry
04) Fleet Foxes
03) Sara Bareilles
02) The Ting Tings
01) MGMT

Albuns:
10) Með suð í eyrum við spilum endalaust – Sigur Rós
09) Sleep Through the Static – Jack Johnson
08) Made in the Dark – Hot Chip
07) Narrow Stairs – Death Cab for Cutie
06) Konk – The Kooks
05) We Started Nothing – The Ting Tings
04) Ghosts I-IV – Nine Inch Nails
03) Third – Portishead
02) Oracular Spectacular – MGMT
01) Viva La Vida or Death and All His Friends – Coldplay

Faixas:
10) Kids – MGMT
09) Stawberry Swing – Coldplay
08) 42 – Coldplay
07) I Kissed a Girl – Katy Perry
06) Cemeteries of London – Coldplay
05) Life in Technicolor – Coldplay
04) Electric Feel – MGMT
03) Time to Pretend – MGMT
02) Violet Hill – Coldplay
01) Viva La Vida – Coldplay

Idéias que gostaria de ter tido

Guitar Hero + um passeio de bicicleta:

Se Todos os Filmes Tivessem Celular…

De volta

https://i0.wp.com/www.oesquema.com.br/trabalhosujo/wp-content/uploads/2008/11/obamis.jpg

Vi no Trabalho Sujo

Frase da Semana

“E sem essa de “Ah, mas tem a MPB, Tetê Espíndola tem uma voz tão linda…” Quando ouço o Lenine cantando “O meu umbigo é meu amigo”, fico pensando nos porres que Adoniran Barbosa tomaria no céu se soubesse.”

Walter Carrilho, em seu blog

Purê Doggystyle

Vi no Trabalho Sujo

Polícia

Melhor do que a que temos aqui no Rio

70.200 mil samples em 33 segundos

KREIDLER

Essa é a proposta de Johannes Kreidler’s que busca com essa musica, mostrar, o quanto atinquado é o medelo natural da industrial musical. O fato é que as ridiculas leis de direitos autorais da alemanha, obrigam que todos, os 70,200 mil samples usados na música, não importando quanto pequeno , sejam, cada um declarado em formulários de papel separados e registrados na GEMA, o equivalente da RIAA americana. Então um dia Kriedler simplesmente surgiu na porta dessa associação com uma van cheia de formulários, 70.200 mil para ser exato, para a GEMA resgistrar e 33 segundos de música. Acompanhe a música produzida:

Nada como uma idéia criativa para prostestar contra algo tão ultrapassado.

Cachorros e Gatos

https://i2.wp.com/i33.tinypic.com/aww3ye.jpg

Só na boa

https://i2.wp.com/i37.tinypic.com/1z48ppk.jpg

60+ Lindos Videoclips

Abaixo, 60+ videoclips originais para você se inspirar. Alguns novos , alguns antigos, mais garanto que você nunca viu todos.

1: TISM: Everyone Else Has Had More Sex Than Me


2: Mansun: Taxloss

3: Queens of the Stone Age: Go With the Flow

4: Aphex Twin: Windowlicker (NSFW)

5: Aphex Twin: Come to Daddy

6: Lenny Kravitz: Are You Gonna Go My Way

7: Prodigy: Smack My Bitch Up (NSFW)

8: A-ha: Take On Me

9: Beck: Girl

10: Pharcycle: Drop

11: Blur: Coffee & TV

12: Junior Senior: Move Your Feet.

13: Royksopp: Remind Me

14: Peter Gabriel: Sledgehammer

15: White Strips: Fell In Love With a Girl

16: Daft Punk: Harder, Better, Faster, Stronger (Feito por fã)

17: Daft Punk: Around the World

18: Daft Punk: Interstellar 555 Clips

19: Tenacious D: Fuck Her Gently (NSFW)

20: Michael Jackson: Thriller

21: Lemon Jelly: The Shouty Track

22: Justice: D.A.N.C.E.

23: Justice: Stress

24: Justice vs. Simian: We Are Your Friends

25: Justice: DVNO

26: Beastie Boys: Sabotage

27: Radiohead: House of Cards

28: Coldcut: Timber

29: Eels: Novocain for the Soul

30: Gorillaz: Clint Eastwood, and Dirty Harry


31: Chemical Brothers: Star Guitar

32: Chemical Brothers, featuring K-OS: Get Yourself High

33: Weezer: Buddy Holly

34: Weezer: Pork and Beans
Pork and Beans – Weezer

35: Coldplay: The Hardest Part

36: Bjork: Wanderlust

37: Gotye: Hearts a Mess

38: Funstorung: Sleeping Beauty

39: OK Go: Here It Goes Again

40: Metallica: One

41: Verve: Bittersweet Symphony

42: Supergrass: Pumping on Your Stereo

43: Santogold, Julian Casablancas, N.E.R.D: My Drive Thru for Converse

44: Bjork: All is Full of Love

45: Alex Gopher: The Child

46: Paula Abdul: Opposites Attract

47: Unkle: Rabbit in your Headlights

48: DJ Format: We Know Something You Don’t Know

49: Telemetry Orchestra: Suburban Harmony

50: The Bumblebeez: Dr. Love

Dirigido por, Tom Kuntz. Um verdadeiro gênio.

51: Jamiroquai: Virtual Insanity

52: Tool: Stinkfist

53: Red Hot Chili Peppers: Give It Away

54: Weird Al Yankovic: Bedrock Anthem

55: The Avalanches: Frontier Psychiatrist

Tambêm by Tom Kuntz

56: Basement Jaxx: Where’s Your Head At

57: Wu-Tang Clan: Triumph

Dirigido por Brett Ratner!

58: Battles: Tonto

59: Sia: Buttons

60: Fatboy Slim: Praise You, and Weapon of Choice


61: Architecture in Helsinki: Do the Whirlwind

62: Softlightes: Heart Made Of Sound

63: Fujiya & Miyagi: Ankle Injuries

64: Yuki: Sentimental Journey

Ultimos Clicks

Aqui estão 3 vídeos que ficaram na sua cabeça.

Olha a jogada de perninha no minuto 4:20.

Jornalismo Boçal 3

Tenho que parar de postar os textos dele aqui… isso não é certo. Mas ta ai Walter Carrilho mais uma vez… falando o que todos tem medo de falar:

Cada vez mais eu tenho a impressão de que os produtores culturais têm um lado meio sádico. Seus métodos de tortura são criativos, envolvem até documentários. Em São Paulo está estreando o filme “Pan-Cinema Permanente” (candidato sério ao prêmio de “Título metido a besta do ano”). É um documentário sobre o poeta Wally Salomão. A resenha do jornal fala em “uma reflexão sobre a impossibilidade de a arte imprimir uma verdade sobre o homem”. Taí, maneiro… Wally Salomão era um poeta. Um poeta chato, o que é quase um pleonasmo. Um documentário sobre ele deve ser tão bacana quanto uma endoscopia. Não sei, mas aposto que metade da platéia do cinema vai ser composta por fãs de Arnaldo Antunes. Medo.

Mais adiante eu descubro que Paulo Henrique Amorin é o convidado deste sábado de um projeto de humor apresentado semanalmente em um famoso teatro da cidade. Você leu direito: “Paulo Henrique Amorim” e “humor”. Qual vai ser o tema de suas piadas? Crise econômica? Ou o equilíbrio de poder nas negociações multilaterais do Oriente Médio? E aí eu vejo que tem um curioso espetáculo teatral em outro palco famoso da cidade. O tema? TOC- Transtorno Obsessivo Compulsivo. E é uma comédia. Mal posso esperar pelo musical sobre leucemia…

Espectadora se diverte às pampas durante exibição de documentário. “Uau, que pândega! Amanhã espero ser chicoteada!”
A Adriana Calcanhoto também entrou na onda. Vai lançar um livro sobre um surto psicótico sofrido durante uma turnê em Portugal. Estou pensando em lançar um livro sobre desarranjo intestinal. Aposto como escrevo melhor do que ela. Pelo menos não apelo para versos cretinos como “Cores de Almodóvar/ Cores de Frida Kahlo”. Eu sei o limite do pedantismo.

Enfim, acho que para me divertir vou ter que marcar uma consulta no dentista. Arrancar um molar? Di-lí-cia!

Ps: “Um poeta chato, o que é quase um pleonasmo.” … genial.

Os 5 mais Hilários e Obscuros Estilos Musicais

5. Spacesynth

O que é?

Se você já esta familiarizado com Spacesynth, então não precisa que eu conte que foi originado em meados de 1980. Se você nunca ouviu Spacesynth antes, imagine pegar os elementos mais nerd e toscos da musica synth dos anos 80 e ouvi-los todos de uma vez… No espaço a fora.

Para colocar mais exatamente, de acordo com os caras do spacesynth.net, “Spacesynth… é uma música upbeat synth instrumental que foca nas melodias ao invés do ritmo. Linhas de baixo, pegajosos riffs synth, influencias sci-fi e nomes de faixas futurísticas e capas de álbum sempre tiveram um papel importante no spacesynth.”

Apesar de não ser listado, morar na casa de sua mãe e uma vida sendo ignorado por mulheres também são elementos dominantes no Spacesynth. Provavelmente.

As Pessoas Realmente ouvem isso?

Spacesynth certamente perdeu uma grande parte de sua base de fãs dos anos 80. Não está claro se é por causa da qualidade da musica ou somente algo que estava marcado para acontecer uma vez que as pessoas pararam de usar ternos cores pastel e cheirar linhas de coca no café da manha.

Falado isso, depois de uma longa abstinência ao longo dos anos 90, alguns pequenos selos como a Alpha Centauri voltaram a lançar novas músicas Spacesynth.

Ouça Você Mesmo:

O laserdance foi, discutivelmente, a maior banda de Spacesynth da história. O vídeo abaixo é para a música chamada “powerrun”. Isso soa algo como uma aula que você faria em alguma academia. Você sabe que música tocaria durante esta aula? Com certeza essa.

4. Epic Doom-Metal

O que é?

De acordo com os estudiosos da Wikipedia, “para o não iniciado, distinguir epic doom  do tradicional doom pode ser difícil.” Obrigado pela ajuda! Aparentemente, epic doom é somente igual ao doom, exceto que o cara canta em uma voz clara, e de ópera, indo em oposição ao parcial estilo “PQP esse cara soa como o Monstro Cookie” empregado por algumas bandas modernas de doom. Isso tudo soa um luxo só.

As Pessoas Realmente ouvem isso?

Epic doom também tem uma decente quantidade de seguidores, a maioria europeus e crianças que atiram em escolas. Algumas bandas de epic doom tiveram uma carreira bem grande, a mais notável é o Candlemass, que estão acertados para lançaram seu décimo álbum de estúdio em 2009. Mais o meu voto para a banda mais sensacional de epic doom vai para Doomsword. Olhem a lista de antigos e atuais membros do Doomsword: Deathmaster, The Forger, WrathLord, Sacred Heart, Nightcomer, The Guardian Angel, The Guardian Angel II and Dark Omen. Não me preocupo como é o som deles. Vou checar uma banda com nomes como estes todos os dias.

Ouça Você Mesmo:

Enquanto esse vídeo do Candlemass é certamente cheio de doom que um poderia descrever como épico, também choca por sua épica hilaridade. Faça um favor a você mesmo e avance o vídeo para a marca de 1:30. É quando o cantor principal sai do caixão e sua saga para derreter o coração de uma jovem solteira começa. Hilaridade e culto a Ozzy Osbourne decorrem.

3. Lowercase

O que é?

Silencio. Isto que a musica lowercase é. É silencio. Silencio ocasionalmente interrompido por curtos momentos de barulhos que quase não são escutados. É aparentemente um braço do estilo minimalista ambiente. A Música ambiente é focada mais no som do que nas notas. Basicamente, lowercase faz isso também, mais o som é focado no silencio. Som muito rock n’ roll, não?

Quanto chata é a musica lowercase? O álbum que foi o pioneiro do movimento lowercase foi Forms of Paper, gravado por um homem chamado de Steve Roden. Consiste somente de gravações de Roden manuseando diferentes formas de papel. Enquanto estava doidão em crystal meth. Desculpe a parte do crystal meth é uma mentira. Só estava tentando fazer um álbum feito de misturas de papel soar interessante.

As Pessoas Realmente ouvem isso?

Ah sim, claro que as pessoas ouvem isso. Se você quer ser uma dessas, vá para o site da raster-noton, uma gravadora que lança música lowercase. Apropriadamente, o site é com um fundo branco brilhante com pequenas fontes que quase são impossiveis de ler.

Soa como o que?

Como a trilha sonora para a viagem em ácido mais chata da história.

2. Bitpop

O que é?

Calma fãs de oasis, leiam atentamente antes de reclamarem. Esta dizendo BITpop, não tem R. Falando no fato de não ter R, não há nenhuma razão para alguma pessoa assumir abertamente que ouve bitpop. Basicamente, o bitpop pega toda a extática alegria que vem ao jogar vídeo games antigos e remove todos os aspectos de vídeo e jogar dos vídeo games.

Se isso soa um pouco nerd, é porque é muito isso. Não deixe ninguém tentar falar para você diferentemente. Colocar uma referencia bitpop em uma conversa numa festa não fará você parecer “cool” e “underground”. Fará com que você soe como alguém que a coceira por entretenimento pode ser terminada com uma música feita para se juntar a um fundo 8-bit.

As Pessoas Realmente ouvem isso?

Tem sua própria gravadora. Então alguém deve estar ouvindo. Os pioneiros do Bitpop Welle:Erdball tocaram no Arvika festival na Suécia em 2005. Os ratos de festivais que soubessem recitar os códigos da Konami nos portões do festival receberam um ingresso grátis. Ou pelo mesmo deveriam ter recebido.

Soa como o que?

Umm, como um vídeo game?

1. Nintendocore

O que é?

Devem ter pelo menos uns 50 mil diferentes e obscuros estilos que terminam com o sufixo ‘core’. Se aprofunda-se em todos os ridículos teria feito essa lista 10x mais longa. Mais depois analisar todos eles, nenhum se diferenciou como o Nintendocore.

Eu não preciso falar para você que esse é mais um outro estilo de arquivos de musica dos vídeo games. Mas ao invés de se focar exclusivamente em sons 8-bit, Nintendocore mixa os elementos de metal, black metal, death metal, hardcore, hardcore metal, metalcore e metal metal.

As Pessoas Realmente ouvem isso?

De acordo com sua página na Wikipédia, o Nintendocore esta quase na categoria “mainstream”. Isso soa um pouco forçado, ao menos que haja uma categoria separada, específica mainstream em que pessoas que “rockão” ao som de vídeo games comandam a terra. Uma banda em particular, A Horse the band, tem um numero considerável de seguidores. Eles já lançaram alguns álbuns e fizeram uma turnê mundial.

Soa como o que?

Um vídeo game. Um vídeo game com muita raiva.

Sir. Ken Robinson

Escolas Matam a Criatividade? é a pergunta a ser respondida. Esta é um tipo de apresentação que pode mudar o mundo:
Parte 1

Parte 2

Sir Ken Robinson was born in Liverpool in 1950. He is an internationally recognized leader in the development of creativity, innovation and human resources. He has worked with national governments in Europe and Asia, with international agencies, Fortune 500 companies, national and state education systems, non-profit corporations and some of the world’s leading cultural organizations. They include the Royal Shakespeare Company, Sir Paul McCartney’s Liverpool Institute for Performing Arts, the Royal Ballet, the Hong Kong Academy for Performing Arts, the European Commission, UNESCO, the Council of Europe, the J Paul Getty Trust and the Education Commission of the States. From 1989 – 2001, he was Professor of Arts Education at the University of Warwick, one of the five leading research universities in the UK.

Texto retirado da Wikipedia

Latino

Porque ele é o cara…

Tom Zé

https://i0.wp.com/fernando.blogueisso.com/wp-content/uploads/2007/10/tom-ze.jpg

Tom Zé o musico mais injustiçado do Brasil. Um verdadeiro gênio. O maior músico brasileiro. Suas entrevistas para o Jô são fenomenais. Só ele consegue calar o Jô.

E se o 007 fosse brasileiro?

Ja falei dele aqui. Mas repito Walter Carrilho é um gênio.

Com a estréia do novo 007, tem crítico perdendo tempo com aquela velha papagaiada, dizendo que o filme é blockbuster e tem cenas absurdas, etc. Se fizéssemos uma votação, aposto que os Aimar Labaki da vida iriam sugerir que algum diretor brasileiro dirigisse os filmes da franquia. Só pra ter mais realismo e influências da cultura nagô.

Já posso imaginar um 007 retirante, ou um ex-sindicalista tentando acertar as contas com os traumas da ditadura. Posso ver o diretor gritando no set: “Mais pobreza, mais realismo e mais citações sobre a globalização e a falência dos sistemas capitalistas de poder!” Mas se fosse da Globo Filmes a diferença seriam as dúzias de cenas na Tijuca com a Juliana Paes de bunda de fora. O vilão provavelmente seria o José Wilker falando com a voz travadona. E, uau, teríamos Marcos Palmeira como protagonista. Ele e aquela velha imitação de malandro do sertão que pede perdão pra Padim Cícero antes de matar: “Oxe, esses agentes russos são umas peste!” Lindo. Ah, claro, em vez de vermos a clássica abertura com o cano da arma, veríamos 87 logos de estatais que bancaram o filme.

Meu nome é Fino, Josefino…

Duro mesmo seria ver 007 lidando com as organizações de segurança do Brasil. Ao invés de se reportar a pessoas identificadas por siglas (M ou Q), ele teria que falar com esses políticos de nomes esdrúxulos como Patrus Ananias. E teria que usar um corsa 96 equipado com um telejogo e rojões caramuru. O mundo já teria ido pro saco.

Obama e a juventude

OBAMA

Uma nova América.

EMA

E quem ganhou o maior ato da história da música ??? Sim ele mesmo…

Rick Rolled

Gato Ninja

óóóóóóó…

Não se Pode Falsificar isto

Obama

Discurso de Vitória de Barrack Obama:

Chicago, Illinois

If there is anyone out there who still doubts that America is a place where all things are possible; who still wonders if the dream of our founders is alive in our time; who still questions the power of our democracy, tonight is your answer.

It’s the answer told by lines that stretched around schools and churches in numbers this nation has never seen; by people who waited three hours and four hours, many for the very first time in their lives, because they believed that this time must be different; that their voice could be that difference.

It’s the answer spoken by young and old, rich and poor, Democrat and Republican, black, white, Latino, Asian, Native American, gay, straight, disabled and not disabled–Americans who sent a message to the world that we have never been a collection of Red States and Blue States: we are, and always will be, the United States of America.

It’s the answer that led those who have been told for so long by so many to be cynical, and fearful, and doubtful of what we can achieve to put their hands on the arc of history and bend it once more toward the hope of a better day.

It’s been a long time coming, but tonight, because of what we did on this day, in this election, at this defining moment, change has come to America.

I just received a very gracious call from Senator McCain. He fought long and hard in this campaign, and he’s fought even longer and harder for the country he loves. He has endured sacrifices for America that most of us cannot begin to imagine, and we are better off for the service rendered by this brave and selfless leader. I congratulate him and Governor Palin for all they have achieved, and I look forward to working with them to renew this nation’s promise in the months ahead.

I want to thank my partner in this journey, a man who campaigned from his heart and spoke for the men and women he grew up with on the streets of Scranton and rode with on that train home to Delaware, the Vice President-elect of the United States, Joe Biden.

I would not be standing here tonight without the unyielding support of my best friend for the last sixteen years, the rock of our family and the love of my life, our nation’s next First Lady, Michelle Obama.

Sasha and Malia, I love you both so much, and you have earned the new puppy that’s coming with us to the White House. And while she’s no longer with us, I know my grandmother is watching, along with the family that made me who I am. I miss them tonight, and know that my debt to them is beyond measure.

To my campaign manager David Plouffe, my chief strategist David Axelrod, and the best campaign team ever assembled in the history of politics–you made this happen, and I am forever grateful for what you’ve sacrificed to get it done.

But above all, I will never forget who this victory truly belongs to–it belongs to you.

I was never the likeliest candidate for this office. We didn’t start with much money or many endorsements. Our campaign was not hatched in the halls of Washington–it began in the backyards of Des Moines and the living rooms of Concord and the front porches of Charleston.

It was built by working men and women who dug into what little savings they had to give five dollars and ten dollars and twenty dollars to this cause. It grew strength from the young people who rejected the myth of their generation’s apathy; who left their homes and their families for jobs that offered little pay and less sleep; from the not-so-young people who braved the bitter cold and scorching heat to knock on the doors of perfect strangers; from the millions of Americans who volunteered, and organized, and proved that more than two centuries later, a government of the people, by the people and for the people has not perished from this Earth. This is your victory.

I know you didn’t do this just to win an election and I know you didn’t do it for me. You did it because you understand the enormity of the task that lies ahead. For even as we celebrate tonight, we know the challenges that tomorrow will bring are the greatest of our lifetime–two wars, a planet in peril, the worst financial crisis in a century.

Even as we stand here tonight, we know there are brave Americans waking up in the deserts of Iraq and the mountains of Afghanistan to risk their lives for us. There are mothers and fathers who will lie awake after their children fall asleep and wonder how they’ll make the mortgage, or pay their doctor’s bills, or save enough for college. There is new energy to harness and new jobs to be created; new schools to build and threats to meet and alliances to repair.

The road ahead will be long. Our climb will be steep. We may not get there in one year or even one term, but America–I have never been more hopeful than I am tonight that we will get there. I promise you–we as a people will get there.

There will be setbacks and false starts. There are many who won’t agree with every decision or policy I make as president, and we know that government can’t solve every problem. But I will always be honest with you about the challenges we face. I will listen to you, especially when we disagree. And above all, I will ask you join in the work of remaking this nation the only way it’s been done in America for two-hundred and twenty-one years–block by block, brick by brick, calloused hand by calloused hand.

What began twenty-one months ago in the depths of winter must not end on this autumn night. This victory alone is not the change we seek–it is only the chance for us to make that change. And that cannot happen if we go back to the way things were. It cannot happen without you.

So let us summon a new spirit of patriotism; of service and responsibility where each of us resolves to pitch in and work harder and look after not only ourselves, but each other. Let us remember that if this financial crisis taught us anything, it’s that we cannot have a thriving Wall Street while Main Street suffers–in this country, we rise or fall as one nation; as one people.

Let us resist the temptation to fall back on the same partisanship and pettiness and immaturity that has poisoned our politics for so long.

Let us remember that it was a man from this state who first carried the banner of the Republican Party to the White House–a party founded on the values of self-reliance, individual liberty, and national unity.

Those are values we all share, and while the Democratic Party has won a great victory tonight, we do so with a measure of humility and determination to heal the divides that have held back our progress. As Lincoln said to a nation far more divided than ours, “We are not enemies, but friends … though passion may have strained it must not break our bonds of affection.” And to those Americans whose support I have yet to earn–I may not have won your vote, but I hear your voices, I need your help, and I will be your president too.

And to all those watching tonight from beyond our shores, from parliaments and palaces to those who are huddled around radios in the forgotten corners of our world–our stories are singular, but our destiny is shared, and a new dawn of American leadership is at hand. To those who would tear this world down–we will defeat you. To those who seek peace and security – we support you. And to all those who have wondered if America’s beacon still burns as bright–tonight we proved once more that the true strength of our nation comes not from our the might of our arms or the scale of our wealth, but from the enduring power of our ideals: democracy, liberty, opportunity, and unyielding hope.

For that is the true genius of America–that America can change. Our union can be perfected. And what we have already achieved gives us hope for what we can and must achieve tomorrow.

This election had many firsts and many stories that will be told for generations. But one that’s on my mind tonight is about a woman who cast her ballot in Atlanta. She’s a lot like the millions of others who stood in line to make their voice heard in this election except for one thing–Ann Nixon Cooper is 106 years old.

She was born just a generation past slavery; a time when there were no cars on the road or planes in the sky; when someone like her couldn’t vote for two reasons–because she was a woman and because of the color of her skin.

And tonight, I think about all that she’s seen throughout her century in America – the heartache and the hope; the struggle and the progress; the times we were told that we can’t, and the people who pressed on with that American creed: Yes we can.

At a time when women’s voices were silenced and their hopes dismissed, she lived to see them stand up and speak out and reach for the ballot.

Yes we can.

When there was despair in the dust bowl and depression across the land, she saw a nation conquer fear itself with a New Deal, new jobs and a new sense of common purpose. Yes we can.

When the bombs fell on our harbor and tyranny threatened the world, she was there to witness a generation rise to greatness and a democracy was saved. Yes we can.

She was there for the buses in Montgomery, the hoses in Birmingham, a bridge in Selma, and a preacher from Atlanta who told a people that “We Shall Overcome.” Yes we can.

A man touched down on the moon, a wall came down in Berlin, a world was connected by our own science and imagination. And this year, in this election, she touched her finger to a screen, and cast her vote, because after 106 years in America, through the best of times and the darkest of hours, she knows how America can change. Yes we can.

America, we have come so far. We have seen so much. But there is so much more to do. So tonight, let us ask ourselves–if our children should live to see the next century; if my daughters should be so lucky to live as long as Ann Nixon Cooper, what change will they see? What progress will we have made?

This is our chance to answer that call. This is our moment. This is our time – to put our people back to work and open doors of opportunity for our kids; to restore prosperity and promote the cause of peace; to reclaim the American Dream and reaffirm that fundamental truth–that out of many, we are one; that while we breathe, we hope, and where we are met with cynicism, and doubt, and those who tell us that we can’t, we will respond with that timeless creed that sums up the spirit of a people.

Yes We Can. Thank you, God bless you, and may God Bless the United States of America.

Obama

OBAMA

Ta nas capas

De Tiago Dória

O que é Cool?

A NME (que é uma revista de merda hoje em dia…) fez sua lista de o que é cool no momento acompanhe:

01. Alice Glass, Crystal Castles (novo)
02. Jay-Z (voltou à lista)
03. Andrew VanWyngarden, MGMT (novo)
04. Alex Turner, Arctic Monkeys/The Last Shadow Puppets (ano passado: 6)
05. Sam Dust, Late Of The Pier (novo)
06. Ladyhawke (novo)
07. Caleb Followill, Kings Of Leon (ano passado: 21)
08. M.I.A. (ano passado: 11)
09. Liam Gallagher, Oasis (voltou à lista)
10. Caroline McKay, Glasvegas (novo)

11. Pink Eyes, Fucked Up (novo)
12. Guy Garvey, Elbow
13. Lil Wayne (novo)
14. Dave Sitek, TV On The Radio (voltou à lista)
15. Johnny Marr (novo)
16. Ezra Koenig, Vampire Weekend
17. Santogold (ano passado: 48)
18. Ed MacFarlane, Friendly Fires (novo)
19. Florence Welch, Florence & The Machine (novo)
20. Dev Hynes, Lightspeed Champion (ano passado: 45)
21. Damon Albarn (voltou à lista)
22. Jay Reatard (novo)
23. Jamie Reynolds, Klaxons (ano passado: 2)
24. Zack de la Rocha, Rage Against The Machine (novo)
25. Peter Gabriel (novo)
26. Nick McCabe, The Verve (novo)
27. Yannis Philippakis, Foals (ano passado: 45)
28. Miles Kane, The Rascals/The Last Shadow Puppets (novo)
29. Scarlett Johansson (novo)
30. Will Roan, Amazing Baby (novo)
31. Rivers Cuomo, Weezer (novo)
32. Lovefoxxx, CSS (ano passado: 3)
33. Josh Homme, Queens Of The Stone Age (ano passado: 41)
34. DJ Mujava (novo)
35. Little Boots (novo)
36. Frank Carter, Gallows (ano passado: 1)
37. Brandon Flowers, The Killers (ano passado: 44)
38. Jason Pierce, Spiritualized (novo)
39. Robbie Furze, The Big Pink (novo)
40. Robert Plant (novo)
41. Shunda K, Yo Majesty (novo)
42. Tom Vain – S.C.U.M. (novo)
43. Karen O, Yeah Yeah Yeahs (ano passado: 28)
44. Gruff Rhys, Neon Neon (novo)
45. Brian Fallon, The Gaslight Anthem (novo)
46. Matt Bellamy, Muse (ano passado: 27)
47. Eva Spence, Rolo Tomassi (novo)
48. Lethal Bizzle (ano passado: 5)
49. Carl Barat (voltou à lista)
50. Jon McClure, Reverend & The Makers (novo)

Alguns desconhecidos, algumas quedas notáveis (css) e a volta de nomes importantes como o Tv on The radio.

He-Man o cidadão Exemplo

Obama é POP

Va preparando sua camiseta

Como não fazer Videoclips

Como ja mostrei aqui clips de música pode ser uma arte, mas como toda arte, tem clips muito ruins. Compilarei aqui algumas pérolas que podem ser encontradas pelos cantos da internet.

David Hasselhoff – Hooked on a Feeling

Não há palavras que possam descrever esse clip, assista. Você não acreditará no que ve

HOOGA HOOGA OOGA CHAKKA, HOOGA HOOGA OOGA CHAKKA

Armi & Danny – I Wanna Love You Tender

Esse tem que cantar junto:

I love you, I wanna love you tender.
You could be my only sweet surrender.
I would never bring you any kind of sorrow.

You love me, you wanna love me tender.
How can I be sure you’re not pretender?
You want me today,
But what about tomorrow?

Oh, you’re absolutely fine,
Your lips are taste of wine.
I’d like to think you’re mine.
And if I could touch your hand,
This rock would turn to sand,
So this is where we stand.

Zlad – Elektronik – Supersonik

O guitarrista Cósmico

Eddie Murphy/Rick James – Party All The Time

Felizmente ele desistiu dessa carreira.

El Mudo – Chacaron

Aviso: A música fica na cabeça por 3 dias.

Dennis Madalone’s – America We stand as one

Patriotismo onde? esse vídeo demorou 2 anos para ser produzido

Reh Dogg –Why must I cry

Kanye West é um merda perto desse cara…

Daler Mehndi – Tunak Tunak Tun

Tinha que ter um indiano…

Tônico com Guaraná, Tônico com Guaraná…

Apache

Branquelos nunca foram tão “cool’s” (saca os bigodes e é claro a coreografia)

e pra finalizar,

Boratland

Para quem pensava que no Cazaquistão só tinha o Borat, prostitutas e anti-semitas:

Desde de 2006, a capital do Cazaquistão, a cidade de Astana, é a casa para uma das mais visualmente impressionante  e futuristica piramide, conhecida como o palácio da paz e reconciliação. Seu projeto é dos arquitetos ingleses foster + partners e seu custo foi de 8.74 bilhões de “Kazakh tenge” ( equivale a 35 milhões de libras). A piramide foi contruida para acomodar o cogresso trianual de mundo e religiões tradicionais.

WTF!!

Sem comentários

http://www.maninthedark.com/

Batalha do Século

I’m a Pirate

Divertida tirinha mostranto porque piratear:

https://i0.wp.com/www.oesquema.com.br/trabalhosujo/wp-content/uploads/2008/10/steal_this_comic.png

Como as empresas vão ficar no pós crise

E a crise continuo e a internet fica cada vez mais criativa[]

 

[][]

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑